Câncer de Rim

  1. INÍCIO
  2. CÂNCER DE RIM

Câncer de Rim

Neoplasias Malignas Renais correspondem a cerca de 2 % de todas as neoplasias malignas, estando em 3 lugar entre as neoplasias urológicas mais comuns. Nos ultimos anos houve um aumento do número de casos provavelmente associados ao maior uso de exames de rotina e de imagem.
O ápice da incidência do câncer renal é entre 60 e 70 anos de idade, afetando mais os homens. Fatores de risco para o desenvolvimento abrangem hábitos de vida como o tabagismo, obesidade e hipertensão. A exposição a produtos químicos como o asbesto e o cádmio pode aumentar a chance de câncer de rim. Além disso, existem alguns tipos de tumor de rim ligados a fatores genéticos.
O maioria dos tumores tem diagnóstico incidental, ou seja, é um achado de um exame de imagem, porém pode-se fazer o diagnóstico através de sintomas como:
  • Dor Abdominal ou Lombar
  • Hematúria (presença de sangue na urina)
  • Emagrecimento
  • Fadiga
  • Febre persistente
  • Sudorese noturna
  • Presença de massa palpável ao exame clinico
  • Anemia
  • Dor óssea e fraturas espontâneas (em casos avançados).

Tratamento

A principal forma de tratamento para o câncer de rim é a Nefrectomia Radical. Trata-se de um procedimento cirurgico que tem como objetivo retirar o tumor renal. Pode ser realizada pela tecnica Aberta ou pela tecnica minimamente invasiva Videolaparoscópica ou Robótica. Em alguns casos não é necessario a retirado completa do rim. Nestes casos, o urologista realiza a Nefrectomia Parcial, retirando somente o tumor renal e mantendo o rim do paciente. Tal procedimento é realizado dependendo da localização do nódulo no rim e do seu tamanho.
Outros métodos novos de tratamento de rim, como a crioterapia (destruição tumoral através do congelamento) ou a radiofreqüência (que realiza o mesmo procedimento, mas através de ondas de calor). Ambos são métodos minimamente invasivos, realizados com a utilização de agulhas e indicados em situações especiais.
Diferentemente de outros cânceres, o tumor renal caracteriza-se pela baixa resposta á quimioterapia e à radioterapia. Como alternativa, utiliza-se a Imunoterapia com Interferon ou Interleucina: um método que apresenta resposta alta, mas também possui um alto índice de toxidade e efeitos colaterais.
Há também as drogas inibidoras da Angiogênese (crescimento dos vasos sanguíneos a partir de outros): um método adotado para pacientes com metástases à distância, fazendo com bloqueio de crescimento de novos vasos, realize o controle e a regressão da doença.

Agende sua consulta

Preencha o formulário que entraremos em contato com você.

Menu